Convivendo com as diferenças entre homens e mulheres

Homens e mulheres são muito diferentes você concorda comigo? Deus é quem decidiu que seria assim. Homem e mulher com suas diferenças são a criação perfeita de Deus, pois tudo que Deus faz é bom e perfeito.
Algumas diferenças entre os sexos são muito visíveis como a força física masculina e como a extrema sensibilidade da mulher.
Quando homem e mulher se unem para se tornar uma só carne, as diferenças continuam e é preciso aprender a conviver com elas.

“Ninguém tem o poder de mudar o outro e muitos casamentos estão acabando por falta de flexibilidade de ambas as partes em aprender a conviver com diferenças e abrir mão de sua própria vontade quando isso for necessário.”

Existiam algumas coisas em meu marido que me incomodavam muito e eu durante os primeiros anos do nosso casamento tentei mudá-lo. Assim como muitas coisas em mim o incomodavam também, mas confesso que Ele sempre foi muito mais misericordioso comigo do que eu com ele. Eu tentava convencê-lo de que ele deveria fazer as coisas da minha maneira. De que Ele deveria falar e agir como eu achava que era o correto. Penso que muitas vezes ele nem percebeu. Sabe qual foi o resultado? FRUSTRAÇÃO E MAIS FRUSTRAÇÃO.

Mas conforme os anos foram se passando, eu fui conhecendo melhor a personalidade dele, os gostos, a maneira de agir e pasmem… até alguns pensamentos. É isso que a convivência faz. O tempo ajuda bastante nessa convivência bem-sucedida entre os casais.
Eu aprendi também com os anos e com as frustrações que o meu marido pensa diferente de mim e também sente e reage de formas diferentes diante das situações. Eu aprendi que: “Entender o outro e se colocar no lugar do outro é o grande segredo para uma convivência feliz e um relacionamento saudável.”

É lindo como as diferenças nos completam. Se todos fossemos iguais seria tudo muito chato e monótono. Aquilo que eu não tenho, me torno completa ao lado dele. As diferenças não são uma subtração e sim uma soma. Diferença mais diferença é igual ao completo de Deus para as nossas vidas.

É muito difícil para o homem compreender tamanha sensibilidade que as mulheres possuem, assim como é difícil para as mulheres entenderem como os homens são práticos demais e muitas vezes insensíveis.

Não estou aqui querendo ser simplista e dizer que é fácil conviver com as diferenças. Eu sei que não é fácil, mas ajuda muito quando nós mudamos o nosso olhar. Quando nós tiramos o foco em tentar mudar o outro e nos abrimos para aceitar o outro como ele é,  tudo fica melhor e a gente para de tentar dar murro em ponta de faca.

Aquilo que realmente deve ser mudado no outro é trabalho do Espírito Santo fazer. Não estamos na vida de nossos maridos para sermos juízes, mas sim para sermos auxiliadoras no lindo propósito que Deus têm para cada um deles.”

Se existe algo que precisa ser trabalhado na vida do outro, seja a intercessora que o seu marido precisa diante de Deus para que o Espírito Santo faça da maneira dele e não da nossa.

Essa é a sabedoria em conviver com as diferenças. Estamos na vida um do outro para completar e não para dividir.

Vivendo pela graça e amor de Cristo,
Helaine Cristhina

foto: Jussara Potter

Helaine Cristhina Gonçalves Barbosa é casada com Alexandre Gomes Barbosa , mãe de três filhos,
Davi Henrique , Jonathas e Esther, vive atualmente em ORLANDO FL / USA .
E-mail: helaine@mulheresemdeus.com.br